terça-feira, 11 de setembro de 2007

A casa mal-assombrada.

Era uma vez um grupo de amigos. Eles estavam a caminho de uma festa, quando se perderam.
Estavam cansados quando pararam em frente de uma casa mal-assombrada. Já estava anoitecendo, e eles ainda estavam perdidos, davam voltas para ver se encontravam algo como uma vila, uma moto, um mapa ou algo assim, mas sempre paravam no mesmo lugar: em frente da casa.
Resolveram entrar. Luana: a garota mais arrumada do grupo precisava se olhar no espelho, então sua melhor amiga Vitória resolveu acompanhá-la até o banheiro.
Vitória empurrou a porta do banheiro e apareceu um garoto, ele tinha o rosto pálido, estava com os lábios rachados e estava olhando fixamente para ela.
Ela saiu correndo e começou a gritar, quando as duas se encontraram com o grupo, começaram a ouvir barulhos como: bombas. Ascenderam as luzes, e se concentraram no alto da escada, era aquele garoto que Vitória tinha encontrado no banheiro.
Todos estavam com muito medo. Ele gostava de bater em outras crianças, descontando a raiva de sua infância. Vitória alertou a polícia, que chegou a tempo de prendê-lo.
Fim!
(Beatriz N. Aihara)

27 comentários:

Equipe 7°A disse...

Bia, parabéns!
Vc escreve muito bem, e a prova disso é esse texto, q está aqui no Power Class!
T Dolu!!
Bjuss
Naty!

Carlos Eduardo disse...

nossaaaa
seuu textooo é mtooo bom msm
fikei com medo
xD
zuera
mais seu texto ta mtoo bom
continue assim

Equipe 7°A disse...

oie bia eu adorei
seu texto
foi otimo
espero que cntinue assim
bjuz
issa!

Gabriela disse...

Oi Bia!
Gostei muito do seu texto!!!
Continue assim, criativa!
Beijos!
Gabizinha.

lih disse...

biazinha!!!!!!!!!!!!!!!!

seu texto ta mtu legal,oh adorei e eu axu q todo mundo q leu o q vai ler vai adorar ou ja adoraram
bia parabéns

bjs
lih!!!!!!!!

Julia disse...

Biazinha,
Vc fez um texto nota 10000000000000!!!!!
beijão
Julinha

Beatriz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Eliana Godoy disse...

Olá Beatriz,

Não preciso dizer o quanto o seu texto é bom. Ao ler percebi que era muito bom. Continue a escrever.

Abraços,

Professora Eliana

Equipe 7°A disse...

Biazinha,
só posso dizer uma coisa, se vc continuar a escrever textos assim, a gente num vai poder postar seus textos só no blog, nós vamos ter q fazer um livro!E do jeito q vc escreve nem preciso dizer q um livro seu seria best-seller né!
T Dolu
Naty Tomé

mauriciobellotto disse...

BiA!!!!!
seu texto esta maravilhoso!
deu medinho!
husahsuahsa
bjos
parabens!

Letícia disse...

Oiiie ;
tuudo boom ? =D
gosteei muuiito desse texto !
paabééns viiu ?
Beiijos ;*

sandra magali disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
sandra magali disse...

Beatriz,

Adorei seu texto, me vi na situação e fiquei apavorada!!

Beijos (mãe da Julia)

CAMILA disse...

oiii bia...
esse seu texto tá mto bom msmo bia (todos os textos que vc faz são bons né?)
t dolu bia...
bjus
Cami

Equipe 7°A disse...

E ai bia que texto hein parabenssssssss.
Lucas

Giulia disse...

Bia seu texto ta da hora!
Guilherme K

Julia disse...

Bia
Adorei a historia muito legal e não nos deixa com medo
bjão
Lívia Montes Santos

Beatriz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Stephanie* disse...

bia,
adorei seu texto ficou D+ continue escrevendo bem ..
beijim

Giulia disse...

Minhaa Japa preferida!
Parabenss! Lindaa!
Shoow!
Beijo!
Te amo
A*A*J*B*C*G

bete disse...

Parabens!
Bia.!
Beijo!
(Elisabete e Roberto Caliani)

Amanda disse...

biazinha
esse texto esta muito bom.....espero q ganhe muitos votos....parabens....
bjos da sua amiga amanda...

Giulia disse...

Biia!
É claro que você vai ganhar!
Você é mais CRIATIVA!
Beeijo!

Maria Virgínia disse...

Olá, sinceramente? Vc podia dar mais originalidade no seu texto! Polícia prendendo assombração??
POdia descrever mais detalhes, contar quem era aquele menino e tals
flw

raquelsalviano disse...

amei esse texto!!!!!!!!
está de parabéns. vc é uma ótima escritora

vida nova tudo novo disse...

OI O MEU NOME E ANA BEATRIZ EU ADOREI O TEXTO

vida nova tudo novo disse...

OI O MEU NOME E ANA BEATRIZ EU ADOREI O TEXTO BARABÉNS